Canteiro

  • Entrevista com artistas residentes na Canteiro | TV Sagres

    Entrevista com artistas residentes Mostra Canteiro | TV Sagres

    Conheça o que os artistas integrantes da Canteiro têm a dizer sobre os processos trilhados durante a experiência. A exposição, resultado das pesquisas desenvolvidas por 10 jovens artistas na  residência artística Canteiro, estará aberta até o dia 20 de Janeiro e o horário de funcionamento é de segunda a segunda das 9 às 17 horas. Visite, a entrada é franca!

  • Obras e artistas | Canteiro

  • Abertura | Mostra de Artes Visuais Canteiro

    Artera Galeria em parceria com a Vila Cultural Cora Coralina, com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado de Goiás, convida a todos para a abertura da Mostra de Arte Canteiro, no dia 30 de Novembro.

    Desde o fim de Outubro, 10 artistas ocupam a Vila a fim de desenvolver seus processos artísticos. Transformando em ateliê a Sala Antônio Poteiro, tradicionalmente restrita à exibição de trabalhos considerados 'finalizados', a Residência Artística Canteiro buscou ressignificar esse espaço. Com o propósito de produzir arte, a permanência dos artistas residentes no ambiente de exibição transformou em solo fértil essa morada. Fertilidade de contatos, trânsitos, diálogos e transmutações estéticas diversas que culminarão nesta Mostra. 

    Para discutir sobre as potências dessa experiência, a Vernissage será antecedida de um bate-papo aberto ao público. Participe!

    30/11 | Abertura da Mostra 

    Programação:

    16:30: Bate-papo "Os saberes mobilizados pela prática artística", com a participação dos artistas residentes e dos convidados Raísa Curty e Thiago Costa, mediado pela Prof. Dra. Manoela dos Anjos Afonso Rodrigues.

    18:00: Vernissage

    Período de Visitação: 01/12 - 21/12

    Conheça os convidados do Bate-papo:

    Raísa Curty: é artista visual e artista educadora, mas não diferencia uma atividade da outra. Mestranda em artes visuais pela UNB e bacharel em pintura pela UFRJ. Desde 2014 pesquisa o deslocamento, suas formas de subjetivação e a expedição artística como método de deslocamento sensível. Se interessa por feminismos, anarquismos e nomadismos. Participou da exposição coletiva Não Matarás no Museu Nacional da República-DF (2017), Remanso, na Marquise da Funarte-DF (2017) e Arte Para uma Cidade Sensível, no Museu Mineiro-MG (2017) e Novas Poéticas,
    na UFRJ-RJ (2015). Realizou residência artística no Núcleo de Arte do Centro Oeste-GO (2017), Centro Cultural Elefante-DF (2017) e no Arquipélago de Abrolhos-BA em parceria com o ICMBio (2015).

    Thiago Costa: graduado em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia, com mestrado em Arquitetura e Urbanismo: Processos Urbanos Contemporâneos pela Universidade Federal da Bahia e doutorado em Arquitetura e Urbanismo: Projeto, Espaço e Cultura pela Universidade de São Paulo. Desenvolve projetos performativos, vídeos e publicações com foco na transdisciplinaridade e na pesquisa de configurações coreográficas como instalações, leituras e percursos. Integrou o grupo Maria do Silêncio, dirigido por Wagner Schwartz. Desde 2005 desenvolve solos de dança e parcerias, tendo participado de diversas residências artísticas, festivais e mostras. Entre outros, integrou o programa Novos Coreógrafos Novas Criações, do Centro Cultural São Paulo em 2011.Como educador, coordena oficinas, aulas , ciclos de encontros e outras atividades de formação que abordam corporalidades e cidades, relacionando Geografia, Urbanismo e Artes. Atualmente, desenvolve uma pesquisa que investiga o papel da agricultura urbana, da agroecologia e da permacultura dentro das cidades enquanto uma possibilidade de reencatamento e criação de políticas do comum.

    Artistas residentes:
    Augusto César
    Beatriz Bortolozzo
    Daniela Marques
    Guilherme Fagundes
    Jhony Aguiar
    Matheus Martins
    Matheus Pires
    Melissa Araújo
    Itandehuy Castañeda
    Renan Accioly

    Curadoria compartilhada:
    Beatriz Bortolozzo
    Cássia Nunes
    Daniela Marques
    Gilmar Camilo

    

  • Canteiro | Residência Artística e Mostra de Artes Visuais

    Canteiro é uma proposta de residência artística mobilizada pelo desafio de ocupar de modo alternativo um espaço destinado à exposições convencionais de artes visuais. Durante duas semanas, os artistas participantes utilizarão a Vila tal qual um ateliê, desenvolvendo a produção de trabalhos de forma colaborativa, realizando oficinas e dialogando com expectadores e visitantes. Finalizado este período, o espaço de trabalho (nosso canteiro de obras?) será reconfigurado para uma mostra dos processos desenvolvidos.

    Programação:

    31/10 - 24/11 | Ateliê Aberto + Oficinas 

    Horário de funcionamento do ateliê (aberto à visitação): Seg. a Sexta: das 9 às 17h.

    30/11 | Abertura da Mostra

    16:00: Bate papo: "Os saberes mobilizados pela prática artística" com Raísa Curty e Thiago Costa, mediado pela professora Dra. Manoela dos Anjos.

    18:00: Vernissage

    Oficinas:

    06/11: Oficina “A Fotografia através do Caminhar” com Renan Accioly

    09/11: Oficina de Modelagem em Argila com Melissa Davi Araújo | 9:00 - 12:00

    11/11: Oficina de Corporificação com Jhony Aguiar | 09:00 
               Oficina de Arte Têxtil com Itandehuy Castañeda | 15:00 - 18:00

    12/11: Oficina de Corporificação com Jhony Aguiar | 16:00 
               Oficina de Arte Têxtil com Itandehuy Castañeda | 15:00 - 18:00

    13/11: Oficina de Arte Têxtil com Itandehuy Castañeda | 15:00 - 18:00

    14/11: Oficina de Arte Têxtil com Itandehuy Castañeda | 15:00 - 18:00

    15/11: Oficina de Arte Têxtil com Itandehuy Castañeda | 15:00 - 18:00

    27/11: Oficina "Incursão e o conflito enquanto prática" com Matheus Pires | 16:00h

  • Oficina de Corporificação com Jhony Aguiar | Canteiro

    Apropriando o espaço Vila Cultural Cora Coralina, localizado no Centro de Goiânia, a Oficina de Corporificação executada pelo artista visual Jhony Aguiar, pretende através de exercícios em performance, happening e videoarte, tomar corpo em meio ao espaço. Pretende estimular novas abordagens em campos como a autobiografia e autorretrato através da fruição experimental de imagem. O artista trará o visitante para dentro do fresco processo criativo realizado no espaço expositivo, inserindo-o embrionariamente no fazer.

    “O ateliê como organismo vivo. O visitante como um vírus

    Serão ministradas 2 edições da oficina, na seguintes datas:

    11 de novembro - 09:00 até 15 participantes
    (Inscrição no link: http://bit.do/corporificacao1 )

    12 de novembro - 16:00 hs - até 15 participantes
    (Inscrição no link: http://bit.do/corporificacao2 )

  • Oficina de Modelagem em Argila com Melissa Davi Araújo | Canteiro

    A artista que irá ministrar a oficina se inspira na dança para criar suas esculturas. Assim, conhecendo seu método de criação, os participantes terão a oportunidade de criar suas próprias obras, se inspirando no método apresentado e em elementos da dança. É uma experiência para expandir as possibilidades de criação. O oficina é voltada para jovens artistas e estudantes de arte que queiram ampliar suas perspectivas acerca do processo criativo. 

    Data: Sábado, dia 8 de Novembro, das 9h ao 12h
    Local: Vila Cultura Cora Coralina. 

    Para participar, inscreva-se no link: http://bit.do/canteiroargila (máximo de 20 participantes).

    Vai ter muita argila, venham dispostos a sujar as mãos! Todo o material da oficina será fornecido no local.
  • Oficina "Incursão e o conflito enquanto prática" com Matheus Pires | Canteiro

    Incursão e o conflito enquanto prática

    Um bate-papo em movimento com Matheus Pires. O artista visual propõe um
    percurso/incursão por suas intervenções artísticas no centro de Goiânia,
    tendo a Vila Cultural Cora Coralina como epicentro. Um convite ao diálogo
    acerca de seus interesses no campo da arte política, bem como, suas
    relações com a cidade, sua história e as reverberações em seus processos
    durante a experiência da residência Canteiro.

    Data: 27 de Novembro de 2019 às 16:00h
    Local: Vila Cultural Cora Coralina

    Para participar, inscreva-se no link: http://bit.do/incursaoeconflito máximo de 20 participantes).

  • Oficina Têxtil com Itandehuy Castañeda | Canteiro

    As atividades desenvolvidas pela artista mexicana Itandehuy Castañeda no ateliê aberto tem como objetivo trabalhar com diferentes materiais têxteis aplicados em diferentes suportes como papel, fotografias, tecidos, objetos e espaços públicos. A proposta é estimular a combinação desses materiais para ampliar a perspectiva da arte têxtil no campo da artes visuais. As participantes e os participantes deverão trazer os materiais com os quais pretendem
    trabalhar, como fotografias, linhas, agulhas e papéis, ou qualquer outro tipo de objeto em que deseja realizar alguma intervenção. Todas as atividades do ateliê serão gratuitas, e será emitido um certificado de
    participação nas oficinas.

    Data: de 11 a 15 de novembro
    Horário: das 15:00 às 18:00 hrs

    Para participar, inscreva-se no link: http://bit.do/intervencaotextil máximo de 20 participantes)